Tumblr Mouse Cursors
dreamer

Ain't it fun, living in a real world.

"Eu acredito em Deus. Eu acredito que beijar arranca sorrisos. Eu acredito que risadas curam dores. Eu acredito que abraços confortam. Eu acredito que há dias melhores. Eu acredito que também há dias piores. Eu acredito que existe choro de tristeza. Eu acredito que assim como existe choro entristecido, existe o choro feliz, da felicidade. Eu acredito que dormir faz bem. Eu acredito em milagres. Eu acredito em anjos. Eu acredito que pessoas podem ser anjos. Eu também acredito que pessoas podem ser demoníacas. Eu acredito em dias pós outros. Eu acredito que cafuné é o melhor carinho para carência. Eu acredito que o ato de andar de mãos dadas selam dois destinos. Eu acredito que mordidas são formas de carinho. Eu acredito em sonhos. Eu acredito que sonhos podem se tornarem pesadelos. Eu acredito que acreditar é uma maneira de atrair positividade. Eu acredito que a escuridão é o mal uso da Fé. Eu acredito que a chuva lava a alma. Eu acredito que a água purifica um ser. Eu acredito que amizade é uma dádiva. Eu acredito que o amor tanto cura como destrói. Eu acredito que cada um tem sua vida e determina suas escolhas, para o bem ou para o mal. Eu acredito que cada um opta um jeito para acreditar ou desacreditar, por fim, eu acredito que cada pessoa determina o seu modo de sobrevivência, sendo o melhor ou o pior."
A Escritora de Bar.   (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

posted Há 18 horas with 6.175 notas

wolverxne:

New York City | by: [SamAlive]

criou:

Personal  instagr

criou:

Personal  instagr
abolidor:

☯

abolidor:

abolidor:

☯

abolidor:

abolidor:

☯

abolidor:

sickpage:

Jim RichardsonNew York at Night, 2007

sickpage:

Jim Richardson
New York at Night, 2007

"Sempre me senti diferente dos outros. Não mais bonita, não mais inteligente, não mais especial, não mais esperta, não mais maluca, não mais legal, apenas diferente. Sou diferente na forma de sentir, tudo que me toca, me toca fundo. Tudo que me alegra, me alegra muito. Tudo que me dói, dói forte, corta. Nunca tive muitos freios em matéria de sentimento. Sempre que eu quis ir, fui. Muito me estrepei. Sempre que quis falar, falei. Muito me ralei. Aprendi um pouco a calar, a tentar respirar fundo e pensar."
Clarissa Corrêa (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

posted Há 1 dia with 12.090 notas